5 de mar de 2009

Juros aos tombos

Em linha do que era esperado, o Banco Central Europeu baixou as taxas de juro para 1,5%. Também o Banco de Inglaterra avançou com mais um corte, colocando as «interest rates» britânicas nuns históricos 0,5% (algo nunca visto desde 1694). É verdade que para quem tem créditos, isto são boas notícias. Mas a verdade é que estamos a chegar à fronteira final daquilo que se pode fazer com os juros. E depois, como será?

PS: Os próximos meses poderão ser de festa para quem puder ir a Londres. A libra esterlina continua a sua trajectória descendente face ao euro (hoje às 14h00 um euro valia 0,82 libras) e não deve ficar por aqui. O Banco de Inglaterra já anunciou que vai imprimir 75 mil milhões de libras, como medida de combate à crise. E isso vai ter efeitos devastadores na divisa de Sua Majestade. Será desta que os ingleses se rendem ao euro?

2 comentários:

Yuppie Boy disse...

Na zona Euro ainda há algum espaço para a baixa dos juros e não deverá muito - 2 meses - para a taxa bater no 1%. Já nos outros espaços económicos importantes, ela está bem abaixo dessa fasquia e impossibilitada de baixar mais. Para além de não poder haver novo estimulo por essa via há ainda a agravante da pouca atractividade da banca nos depósitos retirando dinheiro - corte de circulação - do sistema.

Caro director, parece-me que 1 Euro é que vale 0,82 libras e não o contrário.

Director do BPN disse...

tem toda a razão meu caro yuppie. a correcção segue dentro de momentos...